Translate

domingo, 21 de fevereiro de 2010

FONTE DA VIDA!

Riacho que caminha manso,
vai lavando as pedras do fundo.
Transparente mostra o avanço,
ao chegar no rio profundo.

Ás vezes infiltra no caminho,
e forma uma nascente de àgua pura!
Aplaca a sede dos passarinhos,
Ao jorrar de uma fonte na pedra dura!

Também como um véu esvoaçante,
refletindo nas quedas a cor da prata.
Mansa brilha com a luz do sol,
em descanso nos ribeirinhos e cascatas!

Caminha nas curvas seu rumo é certeiro,
para a imensidão do mar crespante.
Sobe ao céu em extenso nevoeiro,
Tornando-se nuvem no horizonte!

Volta à Terra e destilada no ar,
molha o solo para ativar a plantação.
Essa água cristalina vem nos brindar,
com  a fonte da vida nessa imensidão!


A.C.Amorim
15/09/2005

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

OS LIRIOS DA TELA

No canto a tela quietinha descansa,
e exibe os lírios branco da pureza.
É a cor trabalhada com as mãos mansa,
ao manusear os pincéis com destreza,
a artista compenetrada e silenciosa!

De relance lembram estrêlas brilhante,
ao reluzir a noite sob os reflexos do luar!
Mas ali fixas e meus olhares constantes,
tornou-se jardim da natureza a cantar!
Como a mãe ao ninar seu filho doce e amorosa!

Lirios; são só lirios colocados na tela,
mas o significado é grande, forte e sentido,
no óleo ou desenho primário de uma aquarela!
A artista colocou o sentimento omitido,
de forma doce a alma sensivel e carinhosa!

Todos os dias eu passava na loja de uma
amiga e a via pintar. depois de pronto
 fiquei encantada!
Aí surgiu esses verso em sua homenagem

A.C.Amorim

RECADO

Bom, abri esse cantinho para que conheçam
um pouco de meu trabalho.
Como toda boa libriana meu passatempo é
rascunhar alguns versos.
Não sou poeta mas o mundo da poesia
me absorve a tal ponto que sana
todos os meus problemas.
Nesta pagina deixarei exposta o que
escrevo e também de autores que prezo muito
e alguns artigos de livros ou o que eu ache interessante:
para que ao visitar esse blog encontre
 poemas que toque a alma. 
Querem saber meu autores preferidos?
Ai vão alguns:  J.G. Araújo Jorge, Manuel Bandeira, Vinicius de Moraes, Castro Alves, Marilúy Lucas e outros,
São tantos que talvez ficaria aqui por muito tempo.

                   BEM VINDO À TODOS

Para iniciar vou abrir com um poema importante:


VERSOS A JESUS

Serviu-te a mangedoura humilde de começo,
nem palácios reais, nem berços de cetim...
_aliás, para pregares a obra que conheço
tu podias mesmo ter nascido assim...

Decorei tua história e dela não me esqueço
porque sei que tu fôste humano e igual a mim!
_e sofreste, e sonhaste, e pagaste por preço
do teu sonho o Calvário que aureolou teu fim!

Sem falsas liturgias revelaste a Vida,
e curvado, com o pêso da cruz sôbre os ombros
sangraste os pés desnudos na íngreme subida...

Inútil sacrificio!...Hoje, apóstolos teus
reduzindo a grandeza do teu sonho a escombros
mercadejam teus restos em nome de DEUS!

  Este poema foi escrito pelo autor:
J.G.Araújo Jorge e encontra-se no livro
editado em 1961.
AMO    na nona edição (Ele foi locutor da
Rádio Tupi do Rio de Janeiro).