Translate

quarta-feira, 25 de julho de 2012


AS ÁGUAS
           REVOLTAS

As águas revoltas
o som da maré
misturou aos gritos
que não ouvi.
O socorro tardio,
você desapareceu
para além mar!
E nem percebeu a minha angústia.
Com o coração dilacerado
vivo na esperança que um dia
voltarei a te encontrar.
Agora me contento
em vislumbrar,
no vai e vem das águas,
a gaivota, levando meu carinho
e meu coração.
a plainar, plainar!...

15/03/2012
A.C.Amorim