Translate

domingo, 2 de fevereiro de 2014

O
  AMANHECER!


Aos meus olhos apraz o romper da aurora!
Aos poucos o céu toma o tom cinza claro,
dissipando o véu da negra noite, embora
muitas vezes eu vi mas não enxerguei!

Lentamente o azul celeste vai surgindo!
Desaparecendo o manto acinzentado e triste!
Os pássaros de vários lugares as asas abrindo,
dando colorido, como no desenho a grafite!

A cantoria dos pássaros despertando a mata,
gorjeiam a procura das sementes que germinam.
Saem aos bandos barulhentos a cata,
sabendo que existe a providência divina!

O sol no tom alaranjado abrindo,
aquecendo a terra ainda úmida,
do orvalho como garoa miúda,
as gotículas com o calor vão se esvaindo!

Espalhando como um lençol imenso,
sua luz ardente em toda terra.
São lanças incandescentes; eu penso,
como estará neste momento o pé da serra?

Ao sentir o calor na terra aquecida,
estava aquecida minha alma e o coração!
Assim o amanhecer havia conseguido,
concretizar alguns sonhos eu não, ainda!

23/04/2005
A.C.Amorim

                      ================


Nenhum comentário:

Postar um comentário