Translate

quinta-feira, 3 de junho de 2010


    LUA

Suave mesmo é a lua
que mansamente vem iluminar,
retirar o véu da noite intensa,
desabrochando uma saudade imensa,
saudade nem sei de quê...

Suave mesmo é a lua
ao iluminar os amantes,
e aflorar na alma o calor
do mesmo amor que sentiu antes;
"Como eu sentia por você".!

Suave mesmo é a lua,
que do alto serve de moldura,
aos jovenzinhos que sonham,
e murmuram um ao outro
que estarão juntos, em vida futura!

Tão suave é a lua,
para o casal há muito unido,
duas vidas inseparáveis, porque
é um casal de ancião.
E a lua com seu feitiço
os fazem, viver de recordações,
relembram e tem saudade
que aperta seus corações!

Pura e suave é a lua:
Acarinhando delicadamente,
alguém sob a marquise,
que dorme profundamente.
E essa mesma lua,
é testemunha de sua mazela.

Suave mesmo é a lua,
ao clarear o caminho do ébrio,
na sua vida tristonha
é mais um solitário que sonha,
um dia ser feliz
e bebe, para fugir do tédio.

Suave mesmo é a lua,
em seu eclipse silenciosa,
desaparece da Terra e volta
em caminhada morosa.

Cobre toda imensidão!...
Onde poetas e romancistas,
viajam além da imaginação.
Ê o efeito de seu brilho,
enfeitiça toda a terra,
hipnotizando com seu clarão!
Esses versos não lembro exatamente a data que foi escrito: mas recordo que foi num dia de eclipse.
fiquei horas com uma radiografia na mão tentando ver o episódio, mas com o tempo nubladfo não deu.
E logo após o eclipse a lua abriu limpa e legível. Confesso fiquei decepsionada mas ao mesmo tempo maravilhada com seu brillho!!


A.C.Amorim

=================================

Um comentário:

  1. Parabéns.. lindo blog..
    linda poesia!
    voltarei sempre..
    Abraços..

    ResponderExcluir