Translate

domingo, 18 de abril de 2010

As   flores
                da Vida

As flores que imaginei para mim
          acho nasceram por nada.
Antes do tempo murcharam.
          E em volta o capim  
tomou conta das raízes, sugando 
          a seiva entranhada!

Restam somente no caule os galhos,
          com medo de soltarem
          e terminarem no chão.
Ainda assim, ampara os insetos
          que se escondem do orvalho,
enquanto do alto admiram a paizagem
          dando asas a imaginação!

Ah! Como queria reavivar
        as flores da vida!
Para ao menos eu ter o que contar
        futuramente.
Aos filhos de gerações vindouras
       a história vivida
de momentos mágicos que guardo
      bem vivas em minha mente.

São histórias da infância e mocidade.
Algumas puras e outras com alguma malícia!
       Coisas que tantos escondem agora
                      com a idade.
           Mas é mentira propícia,
         no faz de conta da seriedade...
                  Agora na velhice!

20/08/05
 A.C.Amorim     
        





===============

Nenhum comentário:

Postar um comentário